PORTUGAL
TIRANA

TIRANA

Tirana é a capital da Albânia. Embora este país seja um destino muito pouco procurado pela falta de informação, Tirana conta com uma forte riqueza cultural onde toda a população é amigável e prestável. É uma cidade segura e em plena modernização, contrastando os edifícios em ruínas com as avenidas largas e arranha céus modernos. Para visitar Tirana, a melhor opção é voar diretamente para o Aeroporto Internacional de Tirana Madre Teresa (TIA), também conhecido por Aeroporto de Rinas, e daí alugar um carro ou apanhar os transportes públicos para o centro da cidade. Não existem voos diretos de Portugal para Tirana e o preço médio ronda os 230€ ida e volta. De Tirana, facilmente se chega a outros destinos como Kotor (Montenegro), Prizen e Pristina (Kosovo) e Escópia (Macedónia do Norte) através de autocarro ou mesmo com um carro alugado. 

COMO SAIR DO AEROPORTO 

A opção mais cómoda para se deslocar para Tirana (e visitar os arredores) é alugar um carro. Existem várias agências de aluguer de carros com preços a rondar os 15€ por dia. Se apanhar um táxi desde o aeroporto até ao centro da cidade, o valor ronda os 20€ e a duração da viagem é de cerca de 25 minutos. Se tiver o budget mais limitado, a melhor opção será o transfer que opera das 07h00 às 22h00 e tem um custo de 3€. 

Nota: conduzir na Albânia, nomeadamente nas cidades, é extremamente difícil. Mais sobre Conduzir na Albânia na secção Dicas. 

ATRAÇÕES TURÍSTICAS GRATUITAS 

Skanderberg Square – A praça Sakanderberg é a praça central e principal de Tirana, assim chamada em homenagem ao herói Albanês Skanderberg onde se encontra uma estátua com a sua representação. É uma praça grande, cheia de vida, onde podemos encontrar uma fonte no centro bem como várias atrações e animações de rua. Na mesma praça podemos encontrar o museu Nacional de História da Albânia.

 

Pyramid of Tirana – É um edifício em forma de Pirâmide localizado em Tirana que se encontra ao abandono. Já foi um museu em homenagem ao comunista Enver Hoxha, um centro de conferências, a Base da Nato em 1999 e até mesmo um clube noturno. Hoje é apenas um monumento nacional que chama a atenção pela sua imponência. Usualmente os turistas e locais sobem a pirâmide para assistir ao pôr-do-sol desde o seu cimo, no entanto é preciso algum cuidado ao fazê-lo, uma vez que é uma estrutura muito íngreme! A vista do topo vale a pena!

Reja – The Cloud – É uma estrutura metálica localizada à frente da Galeria Nacional de Artes. Esta estrutura, em branco e transparente, tem uma forma geométrica que se parece uma nuvem e foi considerada como um “selfie spot” em Tirana. Durante o verão, transmitem um filme nessa mesma estrutura todas as noites. 

Mountain Dajti – O monte Dajti, considerado parque nacional, tem uma altura de mais de 1600 metros e uma vista esplêndida sob a cidade de Tirana. No Inverno, fica coberta de neve e é um dos locais de eleição pelos turistas para “brincar na neve”. No topo da montanha, para além das atividades de natureza e do castelo de Dajti, encontramos ainda um restaurante com vista panorâmica, um minigolfe e um hotel. 

Et’hem Bey Mosque – Esta mesquita, situada próxima da praça Skenderberg, é uma das mesquitas mais conhecidas de Tirana, não só pela sua história, mas também por possuir a Torre do Relógio. É possível entrar para visitar, exceto em horas de oração. 

NÃO GRATUITAS MAS QUE VALEM A PENA 

Bunk’art 1 e 2 – Existem mais de 750 000 bunkers espalhados por toda a Albânia. Estes são 2 bunkers transformados em museus dedicados à história do exército comunista Albanês, ao quotidiano da população durante o regime de Enver Hoxha e à reconstituição da história da Albânia desde 1912 a 1991. O ambiente é frio e provocador e deixa no turista um misto de emoções. Os bilhetes para o Bunk’art 1 e 2 custam 500Lek (aproximadamente 3,80€) e estão abertos todos os dias das 09h às 18h. 

Dajti Ekspres – O Dajti Ekspres é um teleférico que transporta os turistas desde Tirana até ao topo do Monte Dajti. Apesar de ser pago, é a forma mais rápida e cómoda de chegarmos ao ponto mais alto de Tirana. É uma viagem que vale a pena pelas paisagens que o passeio proporciona. Está aberto de Quarta a Segunda-Feira das 09h às 19h e o preço de ida e volta é de 800Lek (aproximadamente 6,10€) e um bilhete de apenas ida custa 500Lek (aproximadamente 3,80€). 

 

ONDE DORMIR?

O alojamento em Tirana é bastante económico! Se for em registo backpacker saiba que é possível passar a noite num hostel central, em dormitório, por 6€/noite e que o custo dos quartos duplos começa nos 12€/noite! Basta, no Booking, ver as várias opções disponíveis.

Hotel Parlamenti (3 estrelas)– Este alojamento classificado com 8,9 no booking fica mesmo no centro da cidade, perto de todas as atrações noturnas e com muitos restaurantes nas redondezas. Os proprietários do hotel são extremamente simpáticos e como é um hotel relativamente pequeno, a hospitalidade faz-nos sentir em casa. Para quem estiver de carro, o hotel possui ainda parque privativo sem qualquer custo acrescido. O pequeno almoço é continental e bem composto, servido na hora pela proprietária do hotel e o preço por noite ronda os 30€ por noite para 2 pessoas.

Hotel Boutique Vila Verde (4 estrelas) - Este hotel com cotação de 8,7 no Booking, tem um preço médio de 35€ por

noite para dois adultos com pequeno almoço incluído. Fica localizado no centro da cidade. 

ONDE COMER? 

A Albânia é um dos poucos países do mundo onde não existe McDonald’s. É um país com fortes raízes Italianas pelo que restaurantes de massas e pizzas são bastante comuns. 

 

Sky Restaurant And Panoramic Bar – Um restaurante/bar situado no topo de um dos edifícios mais altos de Tirana. Ótimo para experimentar comida Italiana e/ou tradicional Albanesa. Possui uma das melhores vistas sobre a cidade e tem a particularidade de ter o piso giratório o que torna o ambiente muito mais interessante. É um dos locais mais conhecidos de Tirana pelo que os preços tendem a ser um pouco elevados e podem existir filas de espera. De qualquer forma, é obrigatória a visita nem que seja apenas para uma bebida ao final da tarde. 

 

Ballkoni Dajtit – Este restaurante fica no topo do monte Dajti. É o único restaurante no local pelo que os preços tendem a subir ligeiramente (cerca de 2600 Lek (aproximadamente 20€) por pessoa) mas a qualidade da comida e a vista faz valer todo o valor gasto. O cenário é deslumbrante. 

 

Aurora Fast Food – Para quem tem um budget mais limitado, este pequeno restaurante fica situado no centro da cidade e serve precisamente fast food, desde hambúrgueres a kebabs. É extremamente barato onde um menu completo (comida e bebida sem café e sobremesa) custa 124 LEK (aproximadamente 0,95€). 

 

Dicas!

A moeda oficial da Albânia é o Lek e 1€ = 130 Lek atualmente. Apesar de a rede Multibanco já estar presente em vários estabelecimentos, muitos hotéis, restaurantes e bares só aceitam pagamento em dinheiro, pelo que convém ter sempre algum montante consigo. Neste sentido é importante também levar o Revolut para evitar taxas desnecessários enquanto movimenta o seu dinheiro.

Para uma estadia mais longa (e no verão), aconselho a ida a Durrês que fica a 40km de Tirana. Esta cidade costeira tem belíssimas praias e faz parte da Riviera Albanesa. Ainda neste sentido, se tiver gosto por zonas paradisíacas o sul da Albânia é sem dúvida uma opção a ter em conta! A região mais bonita deste país a este nível é a zona de Ksamil/Sarande. Aqui, poderá alugar uma mota e percorrer as várias praias de água límpida e translúcida com as montanhas a servir de pano de fundo. Imperdível!

Para quem optar por alugar um carro, muita atenção ao limite de velocidade. Existem muitos radares móveis nas estradas com multas pesadas para quem transgredir os limites de velocidade. Não existem autoestradas em Tirana e arredores (exceto a autoestrada recentemente construída desde os subúrbios de Tirana até Pristina (Kosovo). Todos os percursos são feitos em estradas nacionais, muitas delas em mau estado. Nas rotundas principalmente ninguém dá cedência de passagem a ninguém e a grande maioria dos condutores não para nas passadeiras para a passagem de peões. 

                                                                                                                                  CONTRIBUTO DO VIAJANTE André Neves 

  • Instagram