MÁLAGA

​MÁLAGA

Para visitar esta cidade incrível não necessita de passaporte nem de visto, pode chegar até ela de avião ou autocarro. De avião a Easyjet é uma das melhores opções pois as viagens são baratas e não cobra pela bagagem (há voos do Porto ou Lisboa a partir dos 25€ ida e volta). Podem também optar por ir de autocarro com a Flixbus. Apesar de ser uma viagem longa independentemente de ir de Lisboa ou Porto, com alguma pesquisa e sorte consegue encontrar viagens ida e volta por 2€! Não é erro, por 2€ é mesmo possivel fazer esta viagem!

 

COMO SAIR DO AEROPORTO

Do aeroporto de Málaga, a forma mais fácil e económica para chegar ao centro da cidade é utilizando o comboio que existe dentro do aeroporto. Tem também a  opção de pedir um transfer até ao hotel que fica por um valor medio de 20€. De taxi o valor médio é de 45€ do aeroporto até à cidade.

 

ATRAÇÕES TURÍSTICAS GRATUITAS

Teatro Romano Málaga - É o local mais antigo de Málaga! Foi construído no século I d.C por Augusto e foi usado como teatro durante o século II. Depois foi convertido num cemitério e, por fim, foi abandonado. Algumas das rochas deste local foram usadas para construir a Alcazaba. Existem várias apresentações ao ar livre que decorrem neste espaço.

 

Praia Malagueta - Praia bastante turística, muito bonita, com sombrinhas de palha e espreguiçadeiras (custo adicional) e parque para crianças, junto ao porto de Málaga. 

 

Praia El Campo de Golf – Uma praia ótima para os amantes de desportos aquáticos (kitesurf). 

 

Praia Penon De Cuervo – A praia mais bonita de Málaga! De areia ótima e pouco movimentada, tem uma zona de parque para churrascos e convívio com família e amigos! Atenção que devem ir bem cedo para garantir mesa e zona de assador; deve também levar tudo para passar lá o dia inteiro: comida, bebidas e carvão para o churrasco. Vai passar um dia excelente nesta zona mais isolada da cidade!

 

Jardim Botânico de Málaga - O jardim botânico de Málaga está localizado na zona norte da cidade.Pode apanhar o autocarro nº 2 a partir do centro da cidade, descer na última paragem e caminhar por mais 15 minutos até a entrada do jardim. Este é um dos maiores jardins tropicais e subtropicais de Espanha e até mesmo da Europa. Poderão ver mais de 2000 espécies de árvores e plantas espalhadas por cerca de 250.000 m². É o local perfeito para fugir da agitação da cidade! É claramente um must see em Málaga.

 

Bairro Soho - Outrora um bairro decadente, foi totalmente transformado e renovado por artistas de rua. Alguns edifícios e fachadas estão hoje completamente cobertos de arte de rua! Esta área também é apelidade por distrito artístico (encontrará lojas de artesanato, galerias de arte e restaurantes que servem cozinha mundial). 

 

NÃO GRATUITAS MAS QUE VALEM A PENA

Catedral Málaga - Esta catedral, uma das mais altas da Andaluzia, é um dos lugares que não pode perder ao visitar esta cidade! A construção durou 200 anos e foi subitamente interrompida devido à falta de financiamento. Como resultado, a catedral nunca foi completamente terminada e tem apenas uma torre sineira (estavam planeadas duas). Podem subir os 200 degraus para subir a torre de 87 metros de altura e desfrutar da vista panorâmica de 360 ° sobre toda a cidade, o castelo de Alcazaba e Gibralfaro. Não perca os interiores para ver o teto decorado, os lindos vitrais, as capelas e o órgão de 4000 tubos. Preços: adultos – 6€ ; Sénior (+65 anos) – 5,50€; Jovens (13-17 anos) – 3€; Crianças (até 12 anos) – Grátis. 

 

Alcazaba e Castelo Gilbrafaro – São dois locais com grande valor histórico! Uma fortaleza (Alcazaba) e um castelo com uma vista maravilhosa sob a cidade de Málaga, sob o Mar Mediterrâneo e com sorte, se apanharem um dia limpo até conseguirão ver Gibraltar. Se escolher ir a pé, fica a dica de que a subida é muito ingreme, mas há a possibilidade de ir de autocarro, apanhando o nº 35 na Avenida de Cervantes. Preços: entrada em Gilbrafaro e Alcazaba – 5,50€, mas aos domingos a partir da 14h00 é possível entrar em Alcazaba gratuitamente. 

 

Museu Casa Natal Picasso – Neste museu poderá ver alguns dos pertences pessoais de Picasso, tal com algumas das suas obras e a história da sua vida. Os bilhetes estão disponíveis no site do museu (https://www.tiqets.com/pt/malaga-c32/museu-casa-natal-de-picasso-p974651/?partner=voyagetips ).

 

Museu Picasso – Uma visita a não perder para os amantes de arte, este museu contém mais de 200 obras de arte do artista. Os bilhetes são adquiridos no interior do museu e tem um custo de 8€.

 

Museu de Arte Flamenga Peña Juan Breva – Este museu é dedicado à cultura e arte da dança mais característica e emblemática de Espanha. O museu é muito simples e o custo da entrada é de 2€, mas o que vale realmente a pena é o bilhete de 15€ para o espetáculo de flamengo com bebidas e tapas incluídas.

ONDE DORMIR?

Ibis Malaga Centro Ciudad – (8.6 na booking). Localizado ao lado da catedral e a 5 minutos do museu Picasso. Um quarto duplo tem o custo médio de 65 €/noite. Boa relação qualidade preço!

The Lights Hostel – (8.7 na booking). Este hostel localizado a 400 metros da catedral, oferece camas num dormitório a partir de 20,50 €/noite com pequeno almoço por mais 1,50€.

 

ONDE COMER?

El Pimpi – Sem dúvida o melhor restaurante de Málaga, muito turístico mas vale a pena qualquer tempo de espera (que por vezes pode ser de 1h ou mais)! Uma refeição para duas pessoas ronda os 50/60€. 

 

100 Montaditos Moelhe Uno – As típicas sanduiches que os espanhóis tanto gostam, muito saborosas em conta! Uma refeição para duas pessoas ronda os 20€.

 

Bar Picasso Málaga – Este bar com esplanada voltada para uma praça onde acontecem a todo o momento vários espetáculos de artistas de rua, tem o cenário ideal para uma refeição de tapas! Obrigatório experimentar a paelha e o presunto de pata negra – delicioso! Uma refeição para duas pessoas ronda os 35€.

 

DICA - Se tiverem tempo aproveitem e tirem um dia para visitar Marbella, Gibraltar ou fazer o Caminito del Rey! As Cavernas de Nerja tem cenários de natureza lindos e também valem bastante pena! 

                                                                                                                               CONTRIBUTO DA  VIAJANTE RITA COELHO 

  • Instagram