PORTUGAL
LONDRES

LONDRES

Situa-se a 2h de Portugal de avião e tem um ambiente super acolhedor no inverno, onde o espírito natalício e a neve invadem a cidade, e no Verão os parques estão todos cobertos de flores e esplanadas cheias de animação. 

Do Porto ou Lisboa, é possível chegar até a esta maravilhosa cidade - de forma económica - com a Ryanair e/ou Easyjet com valores (ida e volta) que rondam os 40€ (Porto) e 50€ (Lisboa). 

Apesar de no dia 1 de Fevereiro se ter concretizado o Brexit, até dia 31 de Dezembro de 2020, pode viajar sem qualquer problema para este destino apenas com Cartão de Cidadão ou Passaporte, sem precisar de visto. 

 

COMO SAIR DO AEROPORTO

Londres tem 5 aeroportos. Sendo que 3 deles, são os mais “low cost”: Gatwick, Luton e Stansted.  


Aeroporto Gatwick - Este aeroporto é o segundo maior de Londres e está localizado a 45km do sul do centro da cidade. Para chegar ao centro, o comboio é a solução mais rápida para este trajecto. A linha deste terminal é a Gatwick Express e o percurso tem a duração de 30 minutos até à estação de Victoria. Os comboios passam a cada 15 minutos, das 5:00 às 23:45, aproximadamente. O preço da viagem pode variar, 19,90£ (23,30€) por trajecto ou 32,70£ (38,40€) ao comprar viagem de ida e volta. A mesma é válida durante um mês. As crianças de 5 a 15 anos têm desconto de 50%.

Também pode apanhar outros comboios, de outras companhias, tais como: Southern Railway e First Capital Connect. Estes comboios alternativos, são mais em conta, e chegam a estações como Victoria, London Bridge ou City Thameslink. Talvez uma boa opção, caso não necessite de chegar até Victoria, pois é mais cómodo e mais barato. O preço da viagem oscila entre os 11£(12,9€)​ e 15£ (17,6€), dependendo do trajeto e do horário.

A forma mais económica de ir de Gatwick até Londres-centro, é usar a EasyBus. São micro autocarros da Easyjet e o seu preço pode variar com a antecedência que se compra os bilhetes, podendo o trajecto custar 2£ (2,30€), no entanto o trajeto pode demorar 80 minutos até à estação de Victoria. 
 

Aeroporto Stansted - Este aeroporto é o terceiro mais movimentado de Londres e está localizado a 64km do centro da cidade. O Stansted Express é a maneira mais rápida de viajar entre o aeroporto e a estação de Liverpool Street. O trajeto demora 45 minutos e o preço do bilhete simples é de 18,10£ (21,20€)​ e o de ida e volta, 29,90£ (35,10€). Os comboios têm uma frequência de 15 em 15 minutos, das 5:00 às 1:35 horas. No período noturno, não havendo comboio depois desta hora, poderá utilizar o autocarro Terravision e National Express. Os autocarros Terravision conectam Stansted com Victoria em 75 minutos e com Liverpool Street em 55 minutos. Os autocarros passam de 30 em 30 minutos, e encontram-se nas linhas 13 e 14. O preço do bilhete simples é de 6£ (7€)​ e de ida e volta é de 12£ (14,10€)​ (crianças de 5 a 12 anos, 3£ (3,50€) e 6£ (7€)). A companhia National Express, vai também até Victoria e Liverpool Street. Há diversos horários e faz mais paragens intermédias, o que pode ser útil para quem necessita de outra paragem, ou seja, a rota é mais completa mas muito mais lenta que a da Terravision.

O Aeroporto de Luton -  É o quarto maior de Londres, fica a 56 km ao norte do centro da cidade e também recebe voos de companhias aéreas de baixo custo. A forma mais rápida de chegar ao centro é de comboio, apesar de este estar a 1,5km do aeroporto, pode apanhar um shuttle. O shuttle passa de 10 em 10 minutos. As estações de destino mais importantes são St Pancreas International e London Bridge. O preço do bilhete é de 18£ (21,10€), independentemente da estação de destino, e o percurso dura entre 30 e 50 minutos. Outra solução para chegar ao centro, pode ser através dos autocarros Terravision. Este efectua paragens nas estações Brent Cross, Baker Street, Marble Arch e Victoria. O preço do bilhete ida e volta custa 17£ (20€) e o trajecto até Victoria demora 1h. 

A forma mais económica de ir Luton até Londres centro é usando a Easy Bus. O preço pode variar com a antecedência que se compra os bilhetes, podendo o trajecto custar 2£ (2,30€). O único inconveniente é que a viagem pode demorar 80 minutos até à estação de Victoria.

ATRAÇÕES TURÍSTICAS GRATUITAS 

Museu de História Natural - Um dos melhores museus do mundo, onde pode encontrar dinossauros, rochas, e até mesmo o interior do corpo humano ao detalhe. É um lugar obrigatório e completamente grátis.

 

National Gallery - Se é fã de arte, esta é uma das melhores galerias de arte do mundo, com pinturas de Leonardo da Vinci, Renoir, Velázques, entre outros. 

 

Museu da Ciência - Um museu feito para quem é amante da história da ciência e da tecnologia no mundo. A não perder, se gosta de aprender e interagir com a exposição.

 

Piccadilly Circus - Se gosta de ruas movimentadas, de luzes brilhantes e de fazer compras, este é sítio indicado. Há imensas lojas e bastante alternativas para todos os gostos. 

 

Hyde Park -  Este é o maior parque de Londres, e um óptimo local para quem gosta de correr, andar de bicicleta ou até mesmo passear. Tem um lago gigante, muito bonito, e está repleto de recantos onde pode descansar e apreciar a natureza.

 

St James Park - É um belo refúgio, no centro da cidade. Óptimo para um piquenique, especialmente na época do Verão. Pode também encontrar esquilos, neste maravilhoso parque e dar-lhes de comer. Passagem obrigatória!

 

Convent Garden - Um dos mercados mais tradicionais e chiques de Londres. Antigamente era um mercado de frescos, hoje em dia tem produtos gourmet e artesanato. Tem diversos bares, restaurantes e locais de convívio. É um dos melhores sítios para sair à noite.

 

Millennium Bridge - Ponte pedonal entre a Catedral do São Paulo e a Tate Modern Belo local para passear na cidade e para passar o Rio Tamisa. 

 

Ponte de Westminster - Esta ponte une o Parlamento Inglês e a zona do London Eye. É uma das marcas de imagem da cidade e é obrigatório atravessá-la. 

 

Camden Town Markets - Se gosta de fazer compras, este é o local mais barato e alternativo, para as fazer. Tem as lojas mais alternativas da cidade e as ruas são compostas por grafitis. 

 

Big Ben - O Big Ben é uma das paragens obrigatórias. É o sino que dá nome à torre do Parlamento Inglês. Por curiosidade, as suas badaladas são emitidas todos os dias pela BBC. 

Carnaby Street – É uma das pérolas escondidas de Londres que passa despercebido aos turistas! Rua muito movimentada cheia de lojas, cor e alegria. O jogo de luzes da rua está presente todo o ano. Nesta rua situa-se uma das entradas para o Kingly Court, uma espécie de praça de alimentação interior.

The Regent’s Park – Parque verde situado entre Camden Town e o Museu Madame Tussauds. No seu famoso círculo situa-se o Queen Mary’s Rose Garden e as mensagens/homenagens “escondidas” nos bancos de jardim. Ótimo sítio para relaxar.

Sky Garden (The Walkie Talkie) – Jardim interior localizado no último andar do conhecido Walkie Talkie. É possível observar Londres em modo 360º vendo os edifícios modernos construídos recentemente como o The Shard. A entrada é gratuita, no entanto é necessário fazer a reserva pelo site (https://skygarden.london/booking/book-a free-ticket/) para marcação de dia e hora.

 

Borough Market – Famoso mercado situado por baixo da linha do comboio e muito perto da London Bridge. Legumes, Peixe, carne, fruta, flores… tudo se encontra aqui. Logo pela manhã muitas das barraquinhas já estão a preparar a comida que será vendida ao almoço numa espécie de “take and go”.

Leadenhall Market – Outra pérola escondida de Londres. Lojas, os conhecidos pubs ingleses e restaurantes numa espécie de “centro comercial antigo” ao ar livre entre ruas (cobertas) da zona histórica antiga. A arquitetura dos edifícios é incrível.

Oxford Street/Regent street – Passear pelas ruas mais conhecidas de Londres. As lojas das grandes marcas, algumas em duplicado. Pelas 19h é notória a massa de gente que se faz sentir.

Trafalgar Square – Bonita praça com os seus chafarizes em frente ao National Gallery. Curiosidade: os semáforos dos peões nesta praça mostram símbolos de homem/homem e mulher/mulher numa homenagem aos massacres homofóbicos vividos no passado. 

Leicester Square – Passagem obrigatória nesta praça para visitar a loja de 4 pisos dos M&M e Loja da Lego, onde as construções de Lego do Metro de Londres, de uma cabine telefónica ou do Big Ben estão expostas. 

Zona da Tower Bridge – Percorrer o lado da Tower of London (Castelo) junto ao rio, passando pela Tower Bridge para a outra margem do rio para observar o edifício da Câmara de Londres e a entrar na Hay’s Galleria. 

Kensington Gardens – Um dos melhores parques de Londres para passear tranquilamente, situado junto ao Hyde Park. Apesar de fazer parte do Kensington Palace, estes jardins estão abertos ao público. Destaca-se o Princess Diana Memorial Garden, o grande lago (Round pond) e o Albert Memorial, mesmo em frente ao Royal Albert Hall (sala de espetáculos mais conceituada em Londres).

Notting Hill - Paragem obrigatória para observar a arquitetura típica londrina e as suas cores alternadas. Nestas ruas, além das “casas às cores”, encontra-se a famosa livraria do filme Notting Hill bem como o PortoBello Market. Mercado de rua de velharias, roupa, fruta, legumes e hot food. Apesar do mercado estar aberto todos os dias, o sábado (9h-19h) é considerado o dia principal.

Paddington Station – Estação de comboios muito badalada em Londres. É onde se encontram várias estátuas do Ursinho Paddington em homenagem à personagem. Ao lado da estação encontra-se a Little Venice, onde os canais invadem a cidade de Londres, lembrando Veneza.

Harrods – Famosos armazéns londrinos. Vale a pena a visita pela vista exterior do edifício (que ainda melhora com a iluminação à noite), pelo estilo moderno/antigo do interior, pelo Memorial Innocent Victims à Princesa Diana e a Dodi Fayed e pelas escadas egípcias.

Seven Dials – Localizado perto de Covent Garden, é um conjunto de 7 pequenas ruas que culminam numa praça chamada Seven Dials. Uma dessas ruas dá acesso a uma pérola de Londres “Neals Yard”. Poderá ser considerado um “beco” recheado de restaurantes, cor e muita luz.

 

NÃO GRATUITAS MAS QUE VALEM A PENA

 

Palácio de Buckingham - O Palácio de Buckingham é a residência oficial da família real britânica. Pode ver os guardas reais às 11h30, é um dos pontos mais altos da visita ao palácio. É um dos lugares obrigatórios pagos, que vale a pena. O preço do bilhete é a partir de 27,01£ (31,88€) e a duração da visita é de 2 horas e 30 minutos. As crianças até aos 4 anos, não pagam e o preço é reduzido para as que tenham entre 5 a 14 anos.

 

Tower Bridge - É a ponte mais conhecida de Londres, porque esta ponte servia de porta de entrada na cidade. É um tabuleiro levadiço que ainda hoje em dia é utilizado para deixar passar os barcos de maior dimensão. É possível atravessar esta ponte sem qualquer custo, mas se a quiser visitar o preço é a partir de 9,99£ (11,79€). Pode visitar em qualquer dia da semana entre às 10:00 e às 17:30.

 

London Eye - O London Eye é a roda gigante mais conhecida da cidade, onde pode ter a melhor vista de Londres. O preço do bilhete pode variar sendo que o mais barato é de 27,52£ (32,48€). Pode andar nesta roda gigante em qualquer dia da semana, entre às 10 e as 20:15.

 

Estúdios do Harry Potter - Se é fã do Harry Potter, tem de visitar os estúdios. O preço do bilhete é a partir dos 102,25€ e tem duração de 7 horas. 

Madame Tussauds - Museu de cera onde é possível ver figuras de cera perfeitas do mundo do cinema, música, desporto ou política. É contada a história de Inglaterra de uma forma surpreendente. Dica: Há hipótese de comprar bilhetes combinados para as atrações de Londres. Duas atrações, por exemplo, London Eye+Madame Tussauds custa 40.50£ (43€).

 

ONDE DORMIR?

 

Wombat’s The City Hostel London - É um hostel super bem situado com várias comodidades, a 500m da Tower Bridge. O preço por noite é 19,53£ (23,04€), num quarto de 6 pessoas. 

 

Arriva Hotel - É um hotel com duas estrelas, bem situado, a 600m da estação de King’s Cross. O preço por noite é de 99,09£ (117€), por um quarto para duas pessoas. 

 

ONDE COMER?

Pret A Manger - Se quiser comer algo rápido e barato pelo metro ou pelas ruas de Londres, Pret A Manger é uma boa solução. Encontra sandes e sumos super acessíveis. 

 

Vapiano - Restaurante italiano, onde poderá encontrar uma boa massa, lasanha, pizza. Dentro dos preços de londres, pode comer uma refeição acessível. Está aberto todos os dias, tanto para almoço como para jantar, e tem vários restaurantes espalhados pela cidade.

 

Poppies Fish & Chips - Um dos principais pratos típicos de Inglaterra é fish and chips. É composto por um peixe empanado frito, batatas fritas e ervilhas. Este restaurante está aberto todos os dias, tanto para almoços como para jantares. É obrigatório provar.

Coppa Club Tower Bridge – Uma verdadeira surpresa! Restaurante situado junto a Tower Bridge, conhecido pelos seus iglos na esplanada. Com uma vista magnífica para o rio e para a ponte, come-se por bem menos de 15£ (pizza + bebida). Local muito acolhedor.

 

DICA!

Viagem de barco desde London Eye a Greenwich – Custa cerca de 13,50£ (15€) e dura 1h20 (https://www.citycruises.com/london-sightseeing/price-listings/). Ficam-se a conhecer as margens do rio para lá da Tower Hill, o que não é muito divulgado para os turistas. Em Greenwich pode-se visitar os jardins do observatório e ver o meridiano. No regresso ao centro de Londres, fazer a viagem por DLR. Vale pela vista e pela passagem em Canary Wharf. Os caminhos do DLR cruzam-se entre os grandes edifícios empresariais e os vários canais de Canary Wharf. 

DICA Natal!

Para quem viaja no Natal, Londres é mágico. Desde as pistas de gelo na Somerset House, no Museu de História Natural ou na Tower of London às iluminações em Oxford Street, Regent Street, Carnaby Street, Trafalgar Square e Covent Garden. Também os mercados de Natal de Leicester Square ou do Southbank (perto do London Eye) faz as delícias de quem adora o Natal. Passagem obrigatória é sem dúvida o WinterWonderland. Situado em grande parte do Hyde Park é uma espécie de feira popular de natal, cheio de barraquinhas de restauração (e sobremesas deliciosas como crepes e waffles), de artesanato, divertimentos e muito mais. E a entrada é gratuita! Curiosidade: as iluminações de Natal em Londres, começam a ser ligadas no início de novembro. Vão sendo ligadas aos poucos, sempre com festa, coros e fogo de artifício. Vale a pena pelos espetáculos!

                                                                                                                    CONTRIBUTO DA VIAJANTE  DANIELA AFONSO

                                                                                                                                       E DA VIAJANTE  CATARINA MOREIRA 

  • Instagram
  • Instagram